domingo, 13 de maio de 2012

Feliz 365 dias das mães, minha mãe!




E hoje, é o “Dia das Mães”! Data especial em que é comemorada a dádiva que é ter uma mulher na sua vida. Esse é o diferencial. Outras três letras juntas, tão importantes quanto MÃE, só pai mesmo, sem mais. Uma pessoa tida como referencial na sua vida é um fundamento primordial para sua existência; é praticamente impossível viver intensamente bem sem o amor, o carinho, a dedicação materna. O poder de dar a luz, de gerar uma vida, de cuidar, cativar, de sorrir até nos momentos mais complicados das fases de vida do filho, isso é peculiar os pais, e a mãe sabe fazer isso perfeitamente bem. Quem que não se recorda da mãe nos momentos bons, nos ruins, pedindo auxílio, proteção, aconchego... Quem que não gosta de um cafuné, de um dengo, de um colo gostoso da mãe, uma espécie de deja vú ao se referir ao inexplicável de viver nove meses dentro d’água, chutando, respirando no líquido, e vir ao mundo chorando e já recebendo uma gama de afetos que se torna um campo de proteção único. Que coisa boa é chorar e ver aquela pessoa vir lhe amar, alimentar o corpo e a alma, afagar o ser e deixá-lo perdidamente tranquilizado e imerso em um sono profundo, acolhedor, complementar de um ciclo de crescimento digno de deixar bobos os olhares que se renovam a cada instante, independentemente se é mãe de primeira viagem, ou não. Ser mãe é, acima de tudo, um ensinamento constante. E como moro um pouco longe da minha, a minha forma de contato é a mais intensa possível, do modo que dá. O que não pode é ignorar o fator distância e se habituar a isso, se acomodar. Conversando com minha mãe na véspera deste 13 de maio, vi que mãe tem uma condição peculiar de confortar em qualquer situação, que até então parecesse chata. Dizendo pra ela que não poderia ir passar esse dia especial ao seu lado, devido a uma prova no dia seguinte [veja lá, não que a prova seja mais importante, mas também tem seu peso no decorrer do contexto], ela vem e dá o veredito: “O DIA DAS MÃES, SÃO TODOS OS DIAS, ASSIM COMO O DIA DOS PAIS, O ANIVERSÁRIO... O DIA ESPECIAL É VOCÊ QUE FAZ COTIDIANAMENTE, COM RESPEITO, AFETO, LEMBRANÇAS, CONTATO CONSTANTE, COM RISOS, COM CONVERSA, COM PROBLEMAS [TAMBÉM], COM ATENÇÃO, COM COMPREENSÃO. O FATO DE NÃO ESTAR COMIGO HOJE, NÃO IMPLICA NADA. NO DIA QUE ME VER, SEJA SEMANA QUE VEM OU MÊS QUE VEM, ESSE DIA VAI SER O MEU DIA DAS MÃES, POIS TER MEUS FILHOS DO MEU LADO É O MELHOR PRESENTE QUE EU POSSA GANHAR”. Ouvir isso foi tão gostoso sabe, ver que você pode pensar de outra maneira pra uma data tão especial como essa. Certo, entendo, é simbólica, mas não adianta ser momentânea e amanhã não viver intensamente os mesmo sentimentos, por ser apenas o dia posterior ao dia das mães. O amor desprendido tem que ser constante, diário, relembrado a cada momento, longe ou perto, aprendendo e ensinando, doando-se, mergulhando nos olhares, nas palavras de ajuda e conforto e de reclamações e alertas. Ser mãe é querer o bem, é saber o momento de dar umas palmadinhas, umas fracas e outras mais fortes, saber conversar, saber ensinar o que é correto ou errado, preparar os bambinos pra uma vida que a cada dia se torna mais complexa, excludente, massacrante, exigente... E assim seguem as comemorações. Queria sim, viver todos os 365 dias das mães, mas infelizmente não posso isso, não pessoalmente. Mas vou procurando contornar a situação da melhore maneira possível, e sei que isso parte do lado de lá também. SEI QUE EU AMO MUITO A MINHA MÃE E AGRADEÇO DIARIAMENTE A DEUS POR TER ELA NA MINHA VIDA, NÃO A MÃE EM SIM, MAS A MÃE RITA DE CÁSSIA, QUE ME ENSINA A VIVER, QUE ME DÁ EDUCAÇÃO, BONS MODOS, CONDIÇÕES PARA QUE EU POSSA CONSEGUIR OBTER ÊXITOS NOS MEUS OBJETIVOS. Peço a deus sempre que dê muitos anos de vida a meus pais, para que vivos possam ver a minha vitória, que com certeza também é a vitória deles. 

FELIZ 365 DIAS DAS MÃES, MINHA MÃE!

2 comentários:

Marcos Satoru Kawanami disse...

Identificação total!

=D
Marcos

Anônimo disse...

Eu só queria fazer um breve comentário para dizer que eu estou feliz por ter encontrado o seu blog. Graças