terça-feira, 25 de maio de 2010

Sim, estou contente!


Sim, estou contente... Muito contente! Mais uma vez escrevo, escutando meu amigo inseparável, o Zeca Baleiro. A sensibilidade vem à tona quando essas melodias adentram nos ouvidos e sacodem a ordem, debilitam a razão, afloram emoções. Não foi fácil, de forma alguma, ver que o tempo dedicado, a atenção desprendida, foi embora em um ato, um ‘simples’ ato, banal, fútil, mesquinho, cafona... Sim, cafona, medíocre, PATÉTICO, como amplamente mencionado. Todo carinho e afeto foi posto em risco em uma fração de segundo, ou em um quarto de hora. Infelizmente... Era fulminante aquele olhar arrasado, proeminente, que nunca esperava atitudes delinqüentes e de caráter duvidoso. Peito apertado, dia e noite que custavam a passar, eternidades se resumiam a uma percepção simplista e massacrante, criatividade exposta, pensamentos rápido com a finalidade única e concreta: não posso deixar que isso acabe dessa forma! Não, não dessa vez, não sem lutar, não sem ser concebido pela glória da batalha, já que a vitória não vem sem esforço, e se vier, não é merecida. A busca pelo resgate dos valores é algo íntimo, determinante, que necessita de ATITUDE e de reciprocidade. Justo, reciprocidade. O erro pode ser pessoal, mas o acerto só vale a pena se for compartilhado, se for mediado por gostos e desejos, se for digno de uma ascensão progressiva e incessante. Prezo o diálogo, a troca de olhares, o sorriso, o jeito cativante, e até o sarcasmo (é, ele pode ser legal, afinal, tudo tem seu preço). Prezo a personalidade forte, e frágil ao mesmo tempo, mas não vulnerável, não manipulada. E que intrigante é que tudo se apresenta em uma só personagem. Sim, estou contente, muito contente! Aceito o desafio de vestir meu melhor sorriso e ganhar o mundo, simplesmente pra fazer por onde ter aquele apreço novamente. Lógico que de forma amena, lógico que as coisas não mudam da água pro vinho, mas prefiro acreditar que devagar se vai ao longe, mesmo que a intensidade do ato seja amenizada por detalhes cotidianos. Estou contente também por escutar verdades, nuas e cruas, verdades essas que tendem a lapidar uma persona que anda em constante aperfeiçoamento. Há males que vem para o bem, como já dizia o velho ditado! E aprendi com isso! Sei que isso tudo pode não fazer efeito algum, sei que pode não ter interesse, ler por ler, decifrar uma ordem de letras... Mas sei que bem coordenadas, essa decifração pode acarretar um momento especial. Não vou negar que anseio por ele, e não vou atirar pedra na cruz, de novo, pois isso seria a maior das atitudes consideradas levianas. Estou por cá para reaver um carisma que foi cultivado por um ‘longo’ período, para colocar os pontos nos is e proporcionar um momento que inibirá a memória desoladora de outrora. Não é fácil aceitar uma mudança de atitude, não é fácil mudar de opinião e fazer com que ela seja aderida pelo contexto. Mas também não é fácil imaginar ficar assim, distante, ou ao menos perder o carisma de que tanto era prezado. O papo leve, a forma de como conduz o momento, a arte de deixar boquiabertas as pessoas com um simples gesto, ou palavra... Enfim. Estou contente, muito contente, e quero que esse momento se multiplique, se expanda, faça cada dia ser mais vivido, ser mais intenso, ter motivos pra olhar pra trás e ver que foi válido à pena e olhar pra frente tendo certeza de que o mesmo acontecerá.



Texto e foto: Thiago Maia
Mais fotos em: www.flickr.com/thyagumayah

3 comentários:

Bia Maia disse...

Primo!!!!!!!!!!!!!!!!!
Meu primo Maia!
Fico muito feliz com tudo o que li, pis está contente de verdade, pois um dia, em algum momento de nossas vidas, nossas fichas cáem, e então, finalmente percebemos que águas passadas não movem mais moinhos e então, finalmente, novas portas se abrem para o NOVO que SEMPRE VEM!
Lhe desejo boa sorte sempre e muito amor neste seu coração!

beijos com carinho de sua prima Bia Maaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaiaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa!!!!

Cadinho RoCo disse...

Fique tranquilo que no final dá tudo certo.
Cadinho RoCo

Calí das Mercês disse...

Nada melhor que a sensação de 'novidade', de perpectiva...
Um delícia... que tudo corra bem e que vc desfrute deste momento!

Seja feliz!
=)

www.cafezinhododia.blogspot.com