segunda-feira, 19 de outubro de 2009

Caros amigos [e inimigos]

Petrolina, 14 de outubro de 2009


Caros amigos [e inimigos]


Venho através desta comunicar a minha despedida do mundo blogueiro. É sim, minha despedida! Passei uma temporada bastante produtiva com vossas companias, algumas, pois, criei um vínculo amistosos inestimável, magnífico, indescritível! Compartilhei muitos momentos meus [alguns íntimo] e muitos dos meus pensamentos e reflexões. Alguns caracterizaram meus textos como “melosos”, dramáticos, pessimistas... Outros elevaram meu ego em momentos de elogios “rasgados”, exaltados, estimulantes... Ponto na balança, uso a maquiagem da elegância e me disponho a colher tudo o que plantei. Afinal, aqui se faz, aqui se paga! Correto, entendo.

Fiquei a imaginar esses dias o quanto me afastei do meu blog por motivos superiores, e analisar o que esse afastamento teve como conseqüência. Dizem que afeto, amor, esse lance de gostar, é que nem o vento e o fogo: quando a chama é pequena, o fogo apaga, quando a chama é grande, o vento apenas eleva seu estado. Acho que foi assim com minha ausência. Creio que esta serviu para mostrar quem realmente passa por aqui ou pede notícias minha porque sente minha falta, e não porque a visita tem que ser retribuída, ou algo semelhante. Sei que podem estar falando o mesmo nesse exato momento... Digamos que a bendita moeda tem seus lados, e é preciso analisar ambos, “¿no cierto?”.

Sendo assim, estou analisando o meu. Não estou julgando, longe de mim, quem sou eu pra tal questionamento. É mais uma exposição aleatória de pensamentos [talvez] medíocres. Apenas percebi que a participação em certos casos se torna mais mecanicista do que afetivo. É do tipo “passa no meu que eu passo no seu”! Mais uma vez digo que vocês devem estar me chamando de chato e hipócrita. Tudo bem gente, tudo bem. Possa ser que eu esteja passando por um momento de modificações mais ríspidas e estas estejam afetando um pouco do meu lado capitalista de ser. Todos têm os afazeres e não é conveniente e nem obrigatório ficar bajulando ninguém só pra ficar “rasgando seda” e avisando que passou. Muitos passaram em minhas postagens só porque eu fazia isso. Não se importaram em momento algum saber o motivo da minha ausência. Fiquei por ai, andando na areia e olhando pra trás, notando que o vento sempre apagava meu rastro... Nesse mundo de titãs, a batalha pela conquista do dia é inevitável, porém o indispensável é a atenção, o carinho, o afeto... Isso sim fará toda a diferença.

Enfim, não quero que me julguem mal! Tenho pra mim que farei falta a muitos, e nem serei lembrado daqui a duas horas por muito mais ainda! Saibam desde já que aprendi bastante com vossos textos e fico contente por isso. Espero que um dia eu possa retomar minhas atividades blogueiras e refazer meus laços virtuais com uma fita mais resistente, para que se prolongue a beleza majestosa do que uns chamam de amizade.


Thiago Maia

17 comentários:

Alana Patricia disse...

Aahh nao acreditoooo Thiagoooooo!!
Ateh eu que nao sou bloggueira e que passo por aqui de vez em qudo e gosto um bucadinho de seus textos vou sentir falta...
pq isso amigo!?
Não gosteeeeeei!:X

Alana Melo!

Marjozinha disse...

Oi Thi! Bom dia, meu amigo. Eu vou sim, sentir falta dos seus textos. Mas sentir falta de vc é uma coisa diferente. Nos temos todos os dias, nos falamos todos os dias, ou quase isso, graças a Deus, e através desta ferramenta nos encontramos, por obra do acaso mas com bençãos de Deus, esteja certo!E vamos continuar com nosso contato diário, cheio de carinho de amigos que realmente se gostam e se importam um com o outro. Já sabemos tanto um do outro! Até quando não estamos nos nossos melhores dias sabemos a palavra certa a dizer, o carinho certo a dar. A decisão será sempre sua, sua vida é dirigida por você, sob a luz e a benção de Deus! Um grande beijo dessa sua amiga de longe...

Silvia Gonçalves disse...

Oh meu querido..
Faz isto não!! Não pode...

Tanta sabedoria não pode ficar reservada a apenas uma pessoa.. ela deve ser distribuida.. e vc usa o blog para fazer isto..

Eu até compreendo o lance e tal de você estar meio chateada com a galera.. mas isto é normal, dai vc consegue analisar e ver quem é quem... mas lembre que enquanto uns usam os outros afagam...

Gosto de vir aqui, seus textos são ótimos e até hoje estava pensando que sua falta de tempo (ou vontade) era por conta da faculdade... se não era, fiquei mais triste...

Dizem que ninguém pode parar uma mente brilhante, e esta é a sua...

Repensa vai!!!

;)

Vou torcer contra o seu texto viu!!...
PS.: Depois passa lá...

[kkkk, era brincadeira viu.... só pra tirar este tom sério das suas palavras.... vc me deu apoio em alguns momentos críticos.. e não quero perdê-lo].


Bjos e se cuida!!!
Espero voltar aqui pra falar de outro assunto viu!!!

Luna Sanchez disse...

É o primeiro texto teu que leio e não gosto.

É, não gostei.

Pronto, falei.

Sem beijos, até que tu diga que não é sério, esse adeus.

¬¬

ℓυηα

Peu Aragão disse...

Caros amigos [e inimigos]

Pô Maia, vai fazer falta. Gosto muit dos seus textos. Mas fazer o que? Menos um conteudo interessante na net.
Só para constar fiz meu blog inspirado neste.

Vá em paz...Hehe

Iris disse...

Oxeeeeee Tiago...me surpreendi com vc!! Não acreditooo! Vc que me ajudou a fazer o meu..ahhh...fala sério! Vou sentir falta dos seus textos...e agoraa??? rsrsrs
Já to com saudadesssss....

Beeeijos amore.. H.M.

CHRISTINA MONTENEGRO disse...

Ora, ora...
Talvez você consiga viver sem escrever, pois talvez escrever não seja (com licença para o vocábulo) o teu maior tesão.
Eu não consigo viver sem ler e sem escrever...
Passei aqui algumas vezes, e não havia texto novo; achei normal. Alguma coisa poderia estar acontecendo.
Eu, por exemplo, fiquei umas semanas sumida porque uma irmã MUUUUUUUITO querida ficou doente, e faleceu; foi um baque e tanto.
Mas estou voltando devagarinho.
Pense lá. Só a você cabe refletir onde estão os seus tesões...
Por mim, tudo bem; sempre restará o seu e-mail.
Antes da situação da minha irmã piorar, estive com um grupo enorme de 'blogueiros' em São Paulo, que marcou um jantar para a gente se conhecer, quando souberam que eu ia lá; ao vivo foi melhor ainda!
Meu marido os adorou também, e está se correspondendo com eles também; escrevem divinamente.
SIM! EU ACREDITO EM INTERNET! rsrsrsr
Como veículo deflagrador é MUUUUITO bom!
No meu caso até consolador.
REFLITA E DÊ NOTÍCIAS!

Poetíssima disse...

Bem, você sabe que eu te amo, primo, e, mesmo que fuja daqui, te pego no msn!
hoho!
Que sua vida seja um canteiro de boas obras...
Abraços!

Bia Maia disse...

Thiago,
Puxa vida...
Meu primo Maia...

Eu aprendi com a vida uma palavra que tento sempre que possível usar:
EQUILÍBRIO.

Nem tanto lá, nem tanto cá...

Eu sou uma das que acredita sim na Internet...pois até já me casei com uma pessoa que conheci aqui!

Pena que meu primo MAIA se vai...mas tens o meu contato, e se quiser, pode sempre voltar...

Somos LIVRES... e a vida é assim...enquanto estivermos TROCANDO e consequentemente SOMANDO, está valendo...

O que não pode acontecer, é a SUBTRAÇÂO.

Eu vibrei muito com vc desde o início de seu blog, já demos boas risadas...

Blog para mim tem de ser PRAZER...é mais uma forma que eu encontrei de me expressar....direta ou indiretamente...

Mas tenho minha vida "fora" da telinha, que muitas vezes me consome mais do que eu queria, tenho meus dias de muito trabalho, tenho meus dias de tpm absurda, tenho meus dias de preguiça, enfim...só estou aqui, neste mundão dos BLOGS quando EU QUERO, e quando me faz bem!

Torço para que sua jornada por esta vida continue sendo muito feliz e que você alcance TODOS os seus SONHOS!!!

Beijos com muito carinho,

Bia MAIAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA

*deixo meu e-mail: abmmaia@bol.com.br

Dri Viaro disse...

Olá, passei pra conhecer o blog, e desejar bom fds
bjsss

aguardo sua visita :)

Priscila disse...

Ah, não acredito! :(
Fique triste, visse! Mesmo!
Andava sumido e quando traz uma noticia dessa! ;//
Que paia! Sentiremos sua falta, saiba disso! :D

Rafael Lopes disse...

Que pena que está deixando o mundo blogueiro.

Mas, se é a sua vontade, resta lhe desejar sucesso e sorte em tudo por ae.

Não nos conhecemos muito bem neh. Também passei a te seguir a pouco tempo, mas é isso.

Abraço

Fernanda. disse...

Não gostei!
do texto e de outras coisitas mais.

SEM BEIJOS, até... até..
enfim.

ATÉ!

Fran disse...

Ir embora? Nos abandonar? Como assim?
Tô meio sumida, ai chego aqui para ler seus textos e me deparo com uma despedida...
Se é preciso ir, vá, mas quando voltares nós te receberemos de braços abertos :)

Beeijos!

Ira Buscacio disse...

Thiaguinho, meu menino-homem!

Andei afastada do meu blog, essas coisas acontecem. As vzs ficamos fechados pra balanço. Normal! Somos de uma raça diferente, mais sensíveis, mais nada é pra sempre e nessa nossa viagem, entre idas e vindas, o que sempre vai permanecer é nossa essência, nossa necessicade de expressão. Tudo é passageiro, em nossas vidas, menos nosso coração e vc tem um bem grandão e sensível. Ele necessita as vzs sair do peito, da uma volta, explodir, mas acaba voltando pra casa.
Respeito sua vontade com bastante entendimento e fico por aqui, te aguardando, com saudade. Bjão

Lorena disse...

Vivemos em uma sociedade baseada em trocas.
Uns conseguem superar e acredito que você também superou.
Tem de aprender a conviver com os dois lados.

Porém, às vezes é necessário ir em busca de si mesmo, dar um tempo, respirar outros ares... Mas é sempre bom retornar ao nosso lar.

Aguardo em breve suas novas palavras. Nossas escolhas são nossas escolhas.

Beijos e felicidades.
;)

Glayce Santos disse...

Que pena, tá todo mundo indo embora; eu mesma já fui e já voltei!!! rs Então, tô aqui esperando você! Me diz, vc tem orkut? Assim o contato não se perde...rs
beijos