sexta-feira, 11 de junho de 2010

A fada dos meus sonhos



A fada dos meus sonhos


E tive um sonho. Sonhei que estava exatamente onde eu sempre quis chegar. Dormi profundamente bem, tão exacerbadamente bem a ponto de desejar não acordar mais e até que o sonho se torne a maçã que conspirou Eva no paraíso. Intercalei muitos dos meus paradigmas nesse momento, nessa espécie de realidade dentro de outra realidade, e ambas dentro, só e somente só, do meu imaginário. Partilhei infinitos sorrisos e olhares e carícias em um intervalo de tempo tão indiscriminado que nem o mais embriagado dos deuses seria capaz de estimar. Os deuses sempre aparecem nos meus sonhos, assim como os duendes, os elfos, os anjos e as fadas. Isso, as fadas! Admito que é um privilégio sonhar com elas. Admito que ainda é algo surreal, subjetivo, indeterminado, mas que já tem os requisitos mínimos para que eu acorde numa bela manhã de segunda-feira e a tenha como a mais magnífica de todas as manhãs. Quão surpreso fico ao saber que existem pessoas que ainda acreditam em fadas. E ainda mais quando acreditam nos anjos, simultaneamente. Há uma magia imensa em conciliar o medo com o sonho, em manipular a vontade em prol dos sentimentos. Há uma esperança imensa predominante na cor verde, mas que eu prefiro acreditar na minoria e caracterizar a esperança como a cor morena, e provocante, e irresistível. Apaixonante, isso é fato! A essência dessa fada cativa pura e simplesmente pela personalidade que a acompanha. A ‘casca’, nesse caso, é apenas um mero expectador dessa encantadora forma de admiração. Uma admiração que, de longe, é linda, e de perto, parece estar muito mais longe... Essa fada não possui varinha mágica. Mas como assim? E como ela realizará suas proezas, seus encantos e suas magias? Esforço algum é necessário para isso. Ela apenas olha, ela apenas sorria, ela apenas conversa... É assim mesmo, simples como beijar na chuva ou ficar envergonhado com a primeira paquerinha. Mas é o simples que me prende, que me estimula, que me deixa à mercê da expectativa de tantos outros sonhos com a fada. Como havia dito, estou a escutar “Nando Reis”, e uso por cá as palavras por ele cantada: “...trocaria a eternidade por essa noite...”. Essa noite de 12 de junho. A fada dos meus sonhos pode modificar esse dia, e o transformar em um hiper dia, ou paralisar esse prazer e fazer com que ele se repita por um longo tempo. Estou esperando por esse momento. Estou esperando para que a fada dos meus sonhos se torne realidade. Estou a contar cada segundo para poder sonhar tudo de novo, para poder compartilhar todo esse momento que sempre quis viver, sentir, multiplicar... Quando a fada aparecer na minha frente, vestida de amor e carinho, e sem dúvidas, despida por completo de alma, pois esta é transparente e repleta de tudo o que há de bom, eu quero olhar naquelas pupilas dilatadas pela ansiedade, pela timidez, e dizer pra ela que me leve pra seu mundo, que não me deixe sozinho nesse lugar de tonalidades cinza. Quero o colorido do seu sorriso, quero o brilho do seu olhar, quero a alegria da tua presença. Vou lutar contra o despertador, lutar intensamente contra quem quiser me acordar, quem quiser espantar a fada dos meus sonhos. Vou fazer por onde ser merecedor das suas atenções, sejam elas de todos os âmbitos. Quero caminhar ao seu lado e ver o pôr do sol. Quero ver a lua cheia e te achar na profundidade dos seus mistérios. Quero escrever essas palavras bem lá nas estrelas, para quando eu te levar pra lá, você as ler, deitada sobre meu ombro e recebendo um imenso cafuné por dentre esses lindos cabelos... Não quero acordar, fada dos meus sonhos. Quero viver por muito tempo esse momento, mesmo sabendo que o pra sempre, sempre acaba, também. Mas como diria Willian Shakespeare: “Devagar: quanto mais rápido, mais tropeços”. A realidade que quero é a fada dos meus sonhos. O que vale não é quanto se vive, mas como se vive.


Texto e foto: Thiago Maia
www.flickr.com/thyagumayah

9 comentários:

Beta disse...

Aplausos e mais aplausos pra vc Thi!
(desculpe a intimidade)
Valeu a pena esperar para ler esse texto!
Simplesmente PERFEITO!
Beijo

Josy Poulain disse...

Eu também ainda acredito em anjos. E em shakespeare... Enfim, muito legal seu texto e essa sua inspiração...

Legal mesmo,

;*

Helô Müller disse...

Uma fada faz milagres dentro da gente... A sua conseguiu lhe dar mais inspiração, ainda!! Uma proeza e tanto pra quem vive inspirado! rs
Bj e mais belos sonhos pra vc!!
Helô

Beta disse...

Fada Milagrosa !
Bom saber que teve uma noite especial !!
Beijos
espero por outro post em mt breve

Beta disse...

Eiii.... saudade de ler vc!!!
Volta e atualiza logo!!
Beijinhos !!!

Lorena Morais disse...

As fadas e esses serem que a gente cresce ouvindo falar estão sempre dentro da gente.

Belo texto, Thiago.

Estou de volta, saudades daqui.
Te adicionei no flickr.

Manuela disse...

Oiii!
adorei tuas fotos!
e seus textos!
vc é muito talentoso! parabéns! to te seguindo!
;**

Melanie Brown disse...

Aplausos moço!!!!!!!!!!!!!!!!! Continua o memso talento de sempre!!!!! Que demore o teu despertar...

Beijosssssssssssss

P.S. disse...

Gostei do texto, interessante...bom poder acompanhar alguém com múltiplos talentos na arte.
To estreiando um blog de crônicas passa lá pra conhecer.