segunda-feira, 31 de agosto de 2009

Amizades virtuais



Amizades virtuais


E nesse mundo tão interconectado em todos os aspectos é impossível que não surja uma forma de aproximação mais efetiva. Chega um momento em que passamos a ter a certeza de que os amigos, de verdade, são como estrelas: não as vemos constantemente, mas sabemos que elas existem. E o que seria mias importante do que fazer novos amigos? Conservar os velhos, claro! Mas pra existir bons e velhos amigos é fundamental conhecer pessoas. Inúmeras são as possibilidades de iniciar uma amizade: colégio, universidade, festas, na rua, comércio, igreja, enfim, qualquer ambiente em que haja fluxo de pessoas e, se possível, que compartilhe dos mesmos interesses. Nada melhor do que uma reunião com aqueles amigos que você ama de coração, aqueles que você ‘mata e morre’, enfrenta o mundo com apenas um argumento em mãos: ‘sou seu amigo e não abro por nada!’. É isso que te faz adormecer e amanhecer tranqüilo, olhar para o horizonte, arregaçar as mangas e partir pro ataque. As amizades de verdade são análogas à família, onde você pode contar com ambas em todas as ocasionalidades. Mas a intenção primordial é caracterizar o que tamanha globalização é capaz de fazer com as amizades. Distanciar? Creio que só se esse for o propósito de algumas das partes relacionadas. Aproxima! Isso é fato! n formas de manter um contato interpessoal: mensagens para celular, email, mensageiro instantâneo, blog, flog, twiter... Portanto, esta não seria uma desculpa cabível. É válido aproveitar toda essa gama de tecnologias para um bem útil e comum. E estou retirando da melhor maneira possível todo esse espectro informacional. E dentre muitas, fazer amizades virtuais é uma das mais prazerosas. É indescritível a sensação de ser retribuído mesmo não conhecendo efetivamente quem está do lado oposto. É uma questão de paradigmas: verdadeiros amigos não são escolhidos por estética, mas por atitudes, por personalidade. Há outro fator: concorrência. Somos animais (racionais, claro!), mas defendemos instintivamente o meio que nos circunda. Partindo desse marco intuitivo, a presença física no início de uma amizade, a depender profundamente do contexto, pode interferir negativamente ou positivamente no processo de amadurecimento. E com isso, o valor de uma amizade virtual é, pra mim, algo excepcional! Fico a imaginar algum dia encontrar os amigos que fiz pela internet. São muitos! Muitos mesmo! E dos mais variados lugares: dos quatro cantos do Brasil e até do exterior. Creio que estes sejam mais difíceis haver um encontro, mas tudo é possível, o impossível apenas demora mais. Sinto-me super bem quando me deparo com amigos logo cedo no MSN. É uma forma gostosa de começar o dia, sabendo que você modifica o cotidiano de alguém. E claro, se permite ser modificado! E essa interação prossegue no decorrer do dia, compartilhando experiências, dividindo tristezas e multiplicando alegrias, recebendo emails, mensagens SMS, scraps... Métodos de interação são o que nem falta. E o bom de tudo é saber que, mesmo sem contato físico, sem interesses estéticos, nem financeiros, nem sociais, você pode contar com aquela é pessoa que mora distante, mas que está sempre pertinho, de alma e coração. A virtualidade explorada de forma saudável só proporciona benefícios, e cabe a cada integrante deste incontestável mundo onde se mescla o sagrado e o profano, fazer por onde as amizades valerem à pena, independe se virtuais ou não, pois o que é pra ser feito, vale a pena ser BEM feito.


Texto e foto: Thiago Maia
Mais fotos em: www.flickr.com/thyagumayah

14 comentários:

Marjozinha disse...

Thiaaaaago! Saudade de vc, em primeiro lugar. Tua ausência (necessária, eu sei!) da net diminuiu um pouquinho as cores do meu dia! Falar com vc é sempre tão bom, tão alto astral....adooooooro! Agora, o que gostei mesmo, foi ler esse texto delicioso, podendo compreender e "entrar" em cada pedacinho dele. Por saber que sou uma das pessoas privilegiadas em terem sua amizade, por enquanto de longe, mas sempre perto, bem perto do coração, da necessidade do afeto, de saber ouvir, de ser amigo na mais ampla forma da palavra. Você me anima tantas vezes. Me enche de moral tantas outras. Como poderia não ser e tentar ser sempre a melhor companhia - vitual, que seja! - pra alguém tão especial feito você! Meu amigo querido e lindo, menino intenso, cheio de riqueza e delicadeza nos detalhes e sentimentos. Deus te ilumine sempre! Beijos cheios de carinho da Má, sua pequena amiga do interior de SP.....

Silvania disse...

Amigo, ainda não tive tempo de ler o post, mas jaja venho aqui, vim só avisar q tem selinho pra vc
=)
bjoo

Silvia Gonçalves disse...

Thi...

Adorei o texto. perfeito...

Sabe, eu não sou uma pessoa que tem muitas amigos.. embora seja muito amiga..

Me sinto um pouco carente por isto.. mas assim é a nossa vida.. e assim vamos levando...

Mas aos poucos e raros que tenho, gosto muito!

Bjos

Ava disse...

Meu amigo querido...

Que bela menira de falar sobre a amizade!

Realmente temos mil maneiras de vivenciar uma amixade, e essa troca gostosa de carinho que existe por aquí é muito bom...

Pena que, por mais gostoso que sej, faz uma falta danada a proximidade, o olhar, o sorriso, a voz...

Essas coisinhas que são tão normais...rs


E que aqui,por essa distancia absurda, infelizmente nos frustram tanto...



Uma semana cheia de paz para voce!


Beijos!


Beijos mil!

Luna Sanchez disse...

Thiaguinho,

Nunca achei que o virtual acabasse por desmerecer os vínculos criados, embora muita gente pense assim.

Empatia, sintonia, carinho...nada disso está ligado apenas à presença física, e eu prezo muito as amizades que faço via Internet.

É apenas um outro jeito de comunicação. O gostar, que é a essência de tudo, é igual.

Dois beijos, moço, daqueles de desejar um excelente início de semana. ;)

ℓυηα

HSLO disse...

Amizade...virtual ou real, é tao necessário.

Gostei muito do texto, abraços


Hugo

Silvania disse...

Ahhh, adorei...tava tão gostoso que quando dei por mim: ACABOU...por mim eu lia atéeeeeee....
Tenho um amigos virtuais e por incrível que pareça, em momentos que mais precisei de um ombro amigo foram eles que me deram a força que precisava. Isso realmente é incrível...esses laços que nos unem sem um contato físico...mas é por isso que creio firmemente nessas amizades, onde nem a distância nem a falta do "contato" as fazem menas saborosas do que as demais...
Um beijo...e não suuma por mais tempo, rsrsrs

Fernanda. disse...

Mesmo preferindo a amizade real. Olho no olho, ombro pra chorar, gargalhadas, enfim...
Ainda assim, acho que a amizade virtual é válida sim. Pois virtualmente fiz amigos pra eternidade. Foi assim, que você apareceu. Como poderia eu não gostar? uhsuhs


Beijos, querido.

Ira Buscacio disse...

Thiaguinho,
oh muleque danado!
sempre que te leio, me sinto no quintal de casa, numa conversa informal de amigos.você falou mt bem.
amizade é o bem maior da vida. vinda do jeito que for.essa questão da net é fantástica, pq mostra o que é realmente o significado da palavra afinidade.não tem cara, não tem cor, não tem diferença social.
fico feliz de ter vc no meu quintal. bjão

Senhorita Íris disse...

Etaaaa, já estava com saudades de comentar aqui!!! Demorei! rsrsrs..
Como sempre amei o texto Thi!!
Muuito massa, aliás, seus textos são ótimos..vc sabeee..
Saudadesss..beijoss

Poetíssima disse...

AMIGOS VIRTUAIS

Nha... saudades de você, sabia?!

Você anda sumido...
Algum rabisco te engoliu?!
:o

Abraços!

railer disse...

isso aí, cara. eu já conheci vários amigos virtuais e sempre que viajo conheço mais gente. me manda um email pelo link no topo do blog pra gente trocar msn!
abraços!

CHRISTINA MONTENEGRO disse...

Quem é 'dubêm' o é ao vivo ou interneticamente...
Já conheci ao vivo gente que 'apareceu' primeiro no computador, e FELIZMENTE até agora não me decepcionei!...
Quem sabe um dia eu não tenha a sorte de acrescentar você a essa lista?... TOMARA!
Tá escrevendo MUUUUUITO, heim? Parabéns!
Bjs!

Rute disse...

É sempre um prazer ler estas tuas reflexões Thiago :)
E sim, amigos são bons, sabem bem, quer sejam os que estão mesmo à mão, ali ao lado, como os que surgem assim virtualmente :) E podem estar tão próximos quanto os "reais"

Beijos